top of page

O Erro da Ganância e a Ilusão do Bate e Volta

Atualizado: 9 de set. de 2021

Na postagem de hoje vamos filosofar um pouco, afinal, não somos máquinas, precisamo pensar nas nossas decisões, refletir sobre nossas emoções e como elas nos influenciam diariamente, principalmente, quando o assunto é dinheiro.


Lembre-se que o bolso é órgão mais sensível do seu corpo e o seu coração manda mais em você do que o seu cérebro gostaria de admitir.


Enfim, o que é o Erro da Ganância?


É um termo que remete ao investidor que fica esperando demais para realizar seu lucro nos investimentos, com aquela desculpa do e se valorizar mais...


No mundo dos investimentos não importa quanta análise você faça, quanto conhecimento você tenha, sempre haverá o fator sorte, sempre haverá o imprevisto, o mundo está constantemente em transformação, ninguém tem bola de cristal e portanto, não há como prever o futuro! Apenas fazemos análises e estratégias para reduzir a probabilidade de prejuízos e para acalmar o espírito.


E como não tem outro jeito de se ganhar dinheiro sem se arriscar, temos que nos policiar sempre. Empreender ou ser empregado tem tantos riscos quanto investir na bolsa de valores, temos a ilusão de que um emprego é algo seguro e uma fonte de renda garantida, mas ninguém sabe o dia de amanhã, ninguém é "indemitível". Da mesma maneira, ser um empreendedor, dono do seu tempo e criador da sua própria fonte de renda também tem seus riscos e limites, o dia só tem 24 horas, e nem conseguimos usar todas elas, por mais que nos esforçemos o sucesso de nossos empreendimentos depende de muitos fatores externos como a economia (a pandemia de 2020/2021 que o diga, quem iria prever uma crise mundial como essa!?).


Portanto, não se engane, risco existe em todas as atividades econômicas, a vida é uma grande gestão de riscos e nós seres humanos somos excelentes nisso, senão não estaríamos aqui, superando as dificuldades da vida diariamente. Porém, não podemos deixar isso subir a cabeça e nem influenciar nossas análises financeiras.


Erro da Ganância nas Bolsas de Valores


Um ambiente no qual somos muito afetados pelo nosso lado emocional é nas bolsas de valores, principalmente, nos investimentos em Ações e Derivativos, onde a variação dos preços é muito influenciada pela Oferta e Demanda daquele investimento e quem gera essa pressão sobre a Oferta e sobre a Demanda são os investidores, seres humanos como eu e você, repletos de emoções e superstições (tem gente que só compra na segunda-feira e vende apenas na sexta-feira).


Enfim, como isso se relaciona ao erro da ganância? Ele ocorre quando o investidor compra uma ação, por exemplo, por R$5,00. Dali alguns dias por conta de alguma notícia ou qualquer outro fator o preço dela dispara para R$6,00. Um aumento de 20% em alguns dias!


O investidor fica empolgado, começa a se achar o cara, o senhor bola de cristal (acontece com todo mundo, é normal, vaidade é algo complicado) e pensa, acertei na mosca, vou esperar mais que eu tenho certeza que ela ainda vai subir mais. Dali uma semana a previsão se concretiza e ela bate R$6,50, uma valorização acumulada de 30%, incrível.


Qual a reação do investidor? Ele segura o papel confiante de que vai continuar subindo. Muitas vezes ignorando os sinais do mercado, como alguns dias de queda e notícias no jornal falando da espetacular valorização de tal ação (sempre desconfie quando um investimento aparece nos jornais comuns da televisão aberta, normalmente, é um sinal de que já deu o que tinha que dar).


E por que ele faz isso? Esse é o erro da ganância, quando a gente quer sempre ganhar mais, se ilude e acha que acertou na mosca, não se contenta com o lucro que está ali na nossa frente, na esperança de que vá dar mais.


Cuidado! O Erro da Ganância e a falência andam de mãos dadas. Na maioria das vezes que "enrolamos" para vender uma ação e ter nosso lucro, esperando por mais lucro, ela acaba despencando, reduzindo o lucro que tínhamos garantido mas que não realizamos por ganância, as vezes é até pior, a coisa cai de um jeito que o lucro vira prejuízo!

Como evitar o Erro da ganância?


O melhor jeito é tendo referências de Rentabilidade Mínima Aceitável e um Plano de Investimentos, com objetivos detalhados, limites de retorno e prejuízo e um pouquinho de disciplina (mais sobre Plano de Investimentos e Limites clicando aqui).


Quando for fazer qualquer investimento tenha em mente o mínimo que você precisa ganhar para compensar economicamente, ou seja, a Rentabilidade Mínima Aceitável (mais sobre RMA aqui).

Esse é o ponto de partida, então, se seu RMA for de 10% no ano e seu investimento já está com isso de valorização em menos de 1 mês, já temos um sinal para se atentar.


Em seguida, verifique qual era sua análise prévia do investimento, antes de ter feito ele, se sua expectativa era que ele fosse valorizar 15% em um ano e em algumas semanas já deu 10%, esse é o segundo sinal.


Por fim, compare com os objetivos de curto e médio prazo que você definiu, se seu objetivo de médio prazo era lucrar 12% no ano e no curto prazo 1% no mês. E seu investimento deu em algumas semanas 10%, temos mais um sinal de alerta.


Para concluir faça as contas, você estaria satisfeito com uma lucratividade de 15% em um ano para o investimento selecionado, seu plano de investimentos exigia de você uma rentabilidade acumulada no ano de 12% e sua Rentabilidade Mínima Aceitável é de 10% no ano. Do outro lado, temos um investimento em ações que é imprevisível, depende de muitas forças de mercado que não temos controle, esse investimento já está me dando a minha RMA que eu desejava para o ano todo, em menos de 1 mês, ou seja, se eu vender agora e embolsar os 10% de lucro, eu vou ter 10% a mais de dinheiro para investir e trabalhar pelos próximos 11 meses, e só vou precisar lucrar mais 1,82% em 11 meses para bater minha meta de 12% acumulados no ano.


Convenhamos que é muito mais fácil lucrar 2% em 11 meses do que 12% em 12 meses.

Portanto, se você obter um lucro extraordinário, num curto período de tempo, que seja suficiente para empatar com sua RMA, que seja próximo das suas expectativas iniciais e do seu plano de investimentos, você tem 3 sinais te indicando para realizar seu lucro logo, aumentar seu capital disponível e partir para próxima aplicação.


Lembre-se os investimentos não são apenas lucros percentuais, o tempo é uma variável chave, lucro garantido hoje vale muito mais do que lucro possível amanhã.

Aplicando o Erro da Ganância ao Buy n'Hold


Outra observação interessante que faço aqui são para os adeptos do Buy n'Hold. Uma vertente popular que defende comprar ações e nunca mais vender elas, mesmo que se valorizem, com a justificativa que os dividendos recebidos compensam. Essa estratégia realmente é válida, muitas ações compensam de ser adquiridas e mantidas no seu portfólio por muito tempo, mas isso não significa que se elas se valorizarem demais, não vale a pena vender elas.


Quando ocorrer uma super valorização de uma ação que você comprou com o intuito de segurar e ficar recebendo apenas os dividendos analise da mesma maneira mas com um diferencial. Imaginemos que compramos uma ação de dividendos que eu estimo receber em média 10% de retorno de dividendos por ano, igual ao meu RMA. Porém, em 6 meses, essa ação já valorizou 50% (inspirado em fatos reais ocorridos comigo), vale a pena vender ela?


A análise que fazemos é a seguinte, a primeira suposição é que essa ação vai permanecer me pagando dividendos por 5 anos (supor mais de 5 anos é loucura, jamais faça simulações de investimentos com mais de 5 anos, o ideal é revisar suas simulações anualmente e fazer previsões de no máximo 5 anos). A segunda suposição é de que esses dividendos vão ser os mesmos ou vão crescer ao ritmo constante, por exemplo, 10% ao ano. Assim, podemos calcular que a rentabilidade desse investimento com dividendos será de aproximadamente, se tudo ocorrer conforme o simulado:

Ano 1

Ano 2

Ano 3

Ano 4

Ano 5

Total

10%

11%

12,1%

13,3%

14,6%

61%

A terceira suposição é a de que o preço da ação vá subir proporcionalmente aos ganhos de dividendos dela, já que os investidores vão ver uma empresa que paga dividendos bons e consistentes, se o mercado ajustar o preço da ação proporcionalmente ao seu crescimento dos dividendos, ela vai valorizar nesses 5 anos 46% (o ganho acumulado percentual dos dividendos entre o ano 1 e o ano 5, seria como os juros compostos de 10%a.a. por 4 anos).


Assim, podemos montar a planilha abaixo para simularmos o investimento e analisar:

Preço Ação Ano 1

Preço Ação Ano 2

Preço Ação Ano 3

Preço Ação Ano 4

Preço Ação Ano 5

Valorização

R$25

R$27,5

R$30,25

R$33,28

R$36,60

46,41%

Dividendos Ano 1

Dividendos Ano 2

Dividendos Ano 3

Dividendos Ano 4

Dividendos Ano 5

Lucratividade no Período

R$2,5

R$2,75

R$3,03

R$3,33

R$3,66

61,05%

Vejam que, supondo que tudo ocorra perfeitamente, como no nosso cenário, esse investimento vai me dar um ganho de 61% com dividendos e se eu vender a ação depois, vou ganhar mais 46%, total de 107% de lucro ao longo de 5 anos (com muitos ses que precisam ocorrer, o mercado pode avaliar que 10% de dividendos não é tão bom assim e reduzir o preço da ação, assim como a ação pode ter um problema e pagar menos dividendos nos anos seguintes).


Do outro lado, eu tinha a opção de vender essa ação com um lucro de 100% após 6 meses por conta de um excesso de otimismo na bolsa de valores.


Primeiramente, 50% é menos do que 107% claro, mas temos que levar em conta, novamente, o peso do tempo. De um lado eu tenho um cenário de suposição que eu vá ganhar dividendos constantemente e crescentes, que o mercado vai avaliar bem a empresa ao longo dos 5 anos para então ter um ganho aproximado de 107% em 5 anos. Por outro, posso vender hoje, após 6 meses de investimento e já lucrar 50%.


Não há decisão errada aqui, diga-se de passagem, mas o mais recomendado é vender, realizar o lucro agora, que é extraordinário, e pegar esse capital e buscar outra alternativa de investimentos, quem sabe até quando o otimismo do mercado passar, comparar novamente as ações dessa empresa de novo. Para saber se matematicamente essa decisão é a correta, precisamos anualizar ou mensalizar os ganhos, tanto do cenário simulado quanto da situação atual.


No nosso exemplo, 50% em 6 meses, equivale à um ganho médio de 7%. Enquanto os 107% ao longo de 5 anos, equivale à 1,23%. Esse número por si só já serve para te levar a vender a ação, se quiser mais confirmação ainda, compare com seu RMA mensal e veja que 7% definitivamente vai ser maior.


O fato é que, não segure religiosamente nenhuma ação, não se apegue emocionalmente com seus investimentos, o objetivo deles é te dar lucro, o quanto antes melhor. A bolsa de valores está repleta de opções de investimentos de renda fixa e variável.


Como calcular isso tudo?


Para tomar essas decisões é preciso fazer contas, não existe investimentos sem usar um pouco de matemática, planilhas e calculadoras financeiras, toda decisão financeira precisa de embasamento matemático, usamos a rentabilidade anualizada no exemplo do Buy and Hold, essa métrica é muito comum em panfletos de fundos de investimentos.


Rentabilidade anualizada ou mensalizada é uma forma matemática de transformar qualquer valor percentual em um termo %.a.a ou %a.m. para então conseguirmos comparar e analisar com outras referências como a SELIC ou sua RMA

Assim é possível ter uma referência e fazer comparações, com a poupança por exemplo (que é mensal) ou com a Taxa SELIC (que é anual). Um investimento que deu 10% de lucro em 30 dias, significa que anualizado ele rendeu 213,84%. Daí basta comparar com alguma referência anual, por exemplo, se a SELIC era de 15% ano, esse lucro de 10% em 30 dias foi muitas vezes superior a ela, levando em conta o peso do tempo.

Da mesma maneira, se um lucro de 50% foi obtido numa venda, mas levaram 1200 dias para conseguir isso (a pessoa segurou uma ação por anos esperando ela se valorizar novamente só para não admitir o prejuízo), a rentabilidade anualizada dessa operação foi de menos de 13%.

(essas tabelas foram extraídas da nossa planilha de simulação disponível no final do artigo)


A Ilusão do Bate e Volta


Esse exemplo serve de lição para outro erro, o oposto do erro da ganância, uma teimosia bem comum naqueles que apostam em ações muito baratas de empresas falidas, é a ilusão do "bate e volta".


Há uma crença no mundo financeiro de tudo que sobe tem que descer e tudo que desce um dia sobe de volta, muitos olham os históricos de preços das ações e procuram por evidências para defender que se aquela ação já valeu R$5 um dia e hoje ela está apenas R$2, um dia ela volta para os R$5. ISSO NÃO EXISTE!

Os preços passados são apenas uma referência, não um indicativo confiável de que no futuro elas vão alcançar aquele valor, se fosse assim nenhuma ação aumentava de preço, ela só ficaria numa faixa mediana variando um pouco. Diversos fatores influenciam os preços da ações, no curto prazo as emoções humanas e as especulações quanto ao futuro da empresa tem maior peso, no médio prazo os resultados trimestrais divulgados pela empresa passam a ter um peso considerável e no longo prazo a combinação das análises de valuation, especulações futuras e conjuntura econômica tem um peso mais significativo. Mesmo assim, estamos falando de futuro, o amanhã não está escrito e tudo pode ocorrer, afetando direta ou indiretamente os resultados da empresa e, consequentemente, afetando os preços das ações.


Portanto, de nada adianta lucrar muito num investimento se levaram muitos meses ou anos para esse lucro ocorrer, não basta olhar o números absolutos, R$5000 de lucro não te diz nada, assim como 50% de lucratividade não te diz nada. O mundo da economia é regido por apenas uma lei: "tempo é dinheiro e dinheiro é tempo". Se não soubermos quanto foi esse lucro ou lucratividade em termos temporais como mensal ou anual, essa informação não tem nenhuma validade. Para isso que ser anualizar ou mensalizar as informações, para podermos comparar com SELIC, Poupança, Taxa Di ou a sua RMA, daí sim, temos algo para avaliar se o investimento foi sucedido ou não.


Para todos os exemplos utilizados nesse artigo utilizamos nossa planilha de análise de lucratividade, disponível no botão abaixo, ela é um pouco complexa ainda, estamos desenvolvendo-a, mas quaisquer dificuldades em utilizar ela basta entrar em contato conosco pelo whatssapp que te orientamos sem problemas e de graça.

Não deixe de se inscrever no nosso site como membro e no nosso Facebook e Youtube. É grátis! Basta se cadastrar com o Facebook ou Gmail para receber notificações dos nossos materiais, cursos e vídeos, além de poder deixar seu comentário para gente, mandar dúvidas e sugestões para futuros vídeos e postagens.


52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page